Habilidades do futsal
Inicial >> Futsal >> Habilidades do Futsal >> Drible
Voltar

Drible

Imagem do autor do artigo

Wilton Carlos de Santana

Docente do Curso de Esporte da UEL (PR)

Doutor em Educação Física - UNICAMP (SP)

O drible é feito com posse de bola. Quem dribla, procura, com bola, passar por um adversário. Esse "passar pelo adversário" exigirá, algumas vezes, velocidade, outras apenas mudança de direção, outras, criatividade, ginga e outras ainda, todas estas coisas simultaneamente. Entretanto, uma coisa é certa: o que dificulta a habilidade de marcar é a perda do equilíbrio. Logo, o drible eficaz é aquele que provoca no outro o desequilíbrio.

O professor que ensina a driblar proporá uma atividade cuja leve a criança que tem bola a enganar alguém. As ferramentas acima darão conta: velocidade, mudança de direção, ginga, criatividade.

É possível jogar futsal sem driblar? Penso que sim. Entretanto, em se tratando de futsal, o drible provoca a tão desejada superioridade numérica e, por isso, além de outras coisas, deve ser incentivado.

Algumas orientações básicas acompanham o ensino do drible:

  1. Orientar a criança a driblar em velocidade, curto, imprimindo à bola mudanças de direção, utilizando gingas, tentando coisas novas;
  2. Perpassar os dribles da cultura brasileira;
  3. Criar um clima onde tudo é válido;
  4. Orientar a criança a não ter medo de driblar;
  5. Orientar a criança a evitar o drible quando está sem cobertura (isto mais para frente, quando se puder compreender o conceito).

Publicidade

70 Contextos P
Ensinando 2
Ensinando futsal para crianças 1 p

Parceiros

voltar para o topo