REGRA 12 - TIROS LIVRES

1- Tiros livres são os chutes desferidos, quando da reposição da bola em jogo, em razão da paralisação da partida por assinalação de alguma infração.

2- Os tiros livres classificam-se em duas categorias, o tiro livre direto, através do qual se pode consignar diretamente um tento contra a equipe que cometeu a infração e tiro livre indireto, através do qual não se pode consignar diretamente um tento, salvo se a bola, antes de entrar na meta, seja jogada ou tocada por um jogador que não seja o executor do chute.

3- Na cobrança de tiro livre a bola deverá estar imóvel sobre o piso e a sua movimentação poderá ser feita para qualquer parte da quadra.

4- A cobrança de uma penalidade máxima deve ser feita da marca penal, cobrada obrigatoriamente para frente, com a bola entrando em jogo tão logo seja movimentada.

5- Um tiro livre direto sem direito a formação de barreira deve ser cobrado para frente, não podendo a bola em sua trajetória ser tocada por outro jogador da sua equipe.

6- Antes da execução de um tiro livre nenhum jogador da equipe adversária poderá aproximar-se a menos de 5 (cinco) metros da bola até que a mesma esteja em jogo.

7- Numa linha imaginária, entre a bola e o jogador executante da cobrança do tiro livre, qualquer que seja à distância por ele tomada, não poderá haver nenhum jogador da equipe adversária, na linha de ação do executante.

8- Quando da cobrança de um tiro livre, se os jogadores da equipe infratora estiverem a uma distância mínima de 5 (cinco) metros da bola, os árbitros autorizarão a imediata cobrança do tiro livre, independente da formação da barreira de jogadores.

9- Se o jogador da equipe adversária não respeitar a distância de 5 (cinco) metros da bola, antes do tiro livre ser executado e a bola movimentada, o árbitro mandará repetir a cobrança do tiro livre.

10- No caso de um tiro livre a favor da equipe atacada, dentro de sua área penal, a bola pode ser colocada em qualquer parte da área e nenhum jogador poderá receber a bola, diretamente, dentro da área penal, para que a ponha em movimento logo em seguida. A bola deverá ser chutada diretamente para fora da área penal. Se algum jogador, intencionalmente, impedir que esta situação seja cumprida, o tiro livre deverá ser repetido. Todos os jogadores adversários deverão situar-se fora da área de meta. A bola estará em jogo quando sair da área penal.

11- Se o jogador que executar a cobrança de um tiro livre volta a jogar ou tocar na bola antes que outro jogador o faça será concedido um tiro livre indireto em favor da equipe adversária no local onde ocorreu a infração, salvo se ocorreu dentro da área penal da equipe infratora, quando o tiro indireto deverá ser executado com a bola colocada sobre a linha de meta e no local mais próximo de onde ocorreu a infração. Se nesta situação o jogador tocar com a mão na bola, será marcada a infração mais grave e se cobrará um tiro livre direto.

12- Se o jogador que for executar o tiro livre demorar mais de 4 segundos para movimentar a bola, sua equipe será punida com a marcação de um tiro livre indireto contra a mesma, a ser cobrado do local onde a infração foi cometida, salvo se ocorreu dentro da área penal da equipe infratora, quando o tiro indireto deverá ser executado com a bola colocada sobre a linha da área penal e no local mais próximo de onde ocorreu a infração.

13- Para distinguir o tiro livre indireto, os árbitros erguerão um dos braços sobre a cabeça, devendo mantê-lo erguido até que o tiro indireto seja executado e a bola seja jogada ou tocada por outro jogador, toque em uma das traves ou travessão e retorne a quadra, ou saia da quadra de jogo.

14- Quando for tiro livre direto, os árbitros devem levantar o braço na horizontal, assinalando a direção em que o tiro livre deve ser cobrado e o dedo índice do outro braço apontado para o solo e, com isso indicando que se trata de uma falta acumulativa.

15- Se um jogador, quando da cobrança de um tiro livre direto ou indireto, chuta a bola em direção a sua própria meta e a mesma entra no gol diretamente, o gol não será válido. Será cobrado arremesso de canto em favor da equipe adversária. Se a bola tocar em qualquer jogador inclusive o goleiro e entrar, o tento será válido.

Recomendações:

  1. Quando o árbitro verifica que a barreira já se encontra na distância correta, não necessita medir a distância;
  2. Imediatamente após o árbitro ter assinalado a infração, deverá indicar se é tiro direto ou indireto;
  3. Simultaneamente com a marcação de uma infração, os árbitros deverão sinalizar imediatamente, o lado para o qual deverá ser executada a cobrança;
  4. Por ocasião da cobrança de infrações dentro da área penal e a favor da equipe defensora, a bola somente entrará em jogo quando sair da referida área e quando algum jogador tocar na bola antes de sair da área penal, os árbitros devem mandar repetir a cobrança;
  5. Quando ocorrer uma falta dentro da área penal e a favor da equipe defensora, a infração poderá ser cobrada de qualquer local da área penal;
  6. Se um jogador executar a cobrança de um tiro livre volta a tocar na bola com a mão antes que outro jogador o faça, deverá ser penalizado com a infração mais grave, tiro livre direto e não como tiro livre indireto, anotando uma falta acumulativa.

Publicidade

DVD - Análises táticas
Ensinando 2
70 Contextos P

Parceiros